Blogando a vida de Au Pair

E a vida continua uma caixinha de surpresas.

Algumas pessoas ainda não sabem o que é AuPair, essa palavra é originalmente francesa e significa "parceiro, par".
Enfim, o programa de intercâmbio "AuPair" consiste em trabalho e estudo, notem que a palavra trabalho vem antes do estudo, o quê significa que o lance é TRABALHAR mesmo, e o estudo é um pequeno bÔnus (espero que entenda o trocadilho), se você não gosta ou não sabe trabalhar acho melhor sentar o seu bumbunzinho no sofá e esperar a novela das seis.


O programa tem duração de um ano, se você cumpre com o seu ano terá um reembolso de USD 500 e sua passagem de volta custeada pela organização bem como a de ida também. Se você gostou dos USA e quer ficar mais um pouco, é claro que você pode estender por mais um ano ou alguns meses.

Se você é uma daquelas pessoas que choram por qualquer coisinha e tem o seu "eu" machucado facilmente e pensa em voltar antes de completar um ano, saiba que você vai custear a sua passagem de volta e não terá o seu reembolso.

O programa é "rock", você não fará muita coisa que costuma fazer em terras tupiniquins.
Não existe bônus sem ônus, você terá uma abroad experience (conta muito ponto em uma entrevista de emprego), vai melhorar o seu inglês e vai namorar um americano gostosão vai conhecer pessoas legais, ampliar a visão de mundo e trabalhar (estava pensando que não ia?).
Morar em uma casa que não é sua, com pessoas com costumes diferentes que o seu e com algumas crianças não é fácil, aliás, nada é fácil, tudo que confronta a nossa zona de conforto gera estranheza, a gente não aceita e fazemos tempestade em um copinho de café.


Esqueça o colinho da mamãe, o conforto do seu lar (nos USA tudo é mais confortável), aperte os seus cintos porque a vida continua sendo uma caixinhas de surpresas.

Resolvi escrever um blog contando um pouco do meu sofrido processo AuPair.

A decisão de escrever surgiu logo após a entrevista no consulado, algumas pessoas me perguntavam e me cobravam dizendo que meu blog deveria ser escrito durante o processo.

Eu acredito que o turbilhão de emoções que vivi atrapalhariam na coesão das ideias (mesmo que as minhas não sejam tão coesas) e o blog ficaria confuso.

About me (por Tom)

Joyce Galindo é uma semi-balzaquiana ( não existe SEMI neste caso), melhor dizer que sou uma velha de e tenho 28 anos, carioca com sotaque paulista( meu). Exigente por defeito genético, tentou passar na fila da exigência mas vezes, como não deixaram, ela foi buscar os seus direitos no atendimento ao consumidor. Chata pra cacete e detesta quando as pessoas usam o "Mim" antes do verbo, tendo até mesmo coragem de corrigir quem quer que seja em qualquer situação ( não é bem assim), deixo de lado os comentários que ela faz quando alguém "está tendo que usar o gerúndio". Já fez campanhas na empresa para o " Bom uso e emprego da palavra Literalmente", literalmente falando é díficil de aguentar (ops, empreguei a palavra errada, foi?).

É Formada em Marketing, decidiu ser aupair. O motivo? Segundo o que ela diz " Experiência Internacional, além de ser um MEGA up na carreira, é chique" - Mentira dela, na verdade ela sabe que os "mano pira nas mina poliglota"

E para muitos e principalmente para mim os motivos são:

" Essa daí? É louca de pedra por parte de pai e mãe" - Ana Paula

" Non-sense total" - Rafael

" Ela vai comprar Victoria Secrets e Guess mais barato que eu?!" - Paulão (what?!?! O.o).

"Agora que ficou internacional vai ficar díficil de aguentar, ela vai me corrigir no inglês também?" (vc ainda tem dúvida?) - Fábio R.


Vamos ver como é que ela vai voltar dessa MEGA expêriencia.




Seguidores

Você passou por aqui