Acho que eu não tenho nada de importante pra dizer hoje, por isso o título seja esse.
Mas acontece que eu estou tão chateada com algumas coisas que hoje vi na internet a piora de tudo.
Quer coisa pior que entrar no orkut, começar a fuçar a vida alheia de quem deixa o album aberto pra qualquer panguá ver e dar de cara com aquelas fotos rídiculas de "ninguém sabe que eu estou tirando minhas próprias fotos"?
Maldita inclusão digital, eu ainda penso que o acesso a internet só deveria ser concedido mediante concurso público.
Entrei em um perfil de uma "Maria Ruela" e vejo um monte de fotos com a língua de lado. Será que isso é pra mostrar algum talento? E as pessoas que tiram foto fazendo coraçãozinho com as mãos, é de matar.

Não sei se eu sou muito "cri-cri" ou se são as pessoas que esquecem de ligar o um ridiculômetro instalado no meio da bunda.
Se você não tem senso do ridículo, por favor, ande com pessoas que tenham esse tipo de noção (não ande comigo porque eu uso meias de cores trocadas).

Ai, credo, parece até que eu estou na fossa, nem parece que eu vou passar um mês em Lake Tahoe.

Ah, e a Deza ainda não aceitou o tal date, se ela ficar de cu doce o cara vai morrer diabético.
Sabe quando a linguiça está cheia e você não sabe mais o que fazer para encher linguiça? Pois é, tô assim hoje.
Me lembrei de outra pequena pérola. Semana passada peguei o carro monstruoso de grande e saí com a vovó, meu, estacionei, e quando estava saindo ela disse "Você pode desligar o carro antes de trancar a porta?" O carro era tão silencioso que eu nem percebi, e minha cara foi parar onde? Lá mesmo, bem no fiofó do dromedário que cagou aquela bosta mole do post anterior.

Eu estou achando esse BROG (é com R mesmo) tão pobrinho de detalhes, sei lá, eu acho que eu deveria colocar algumas calcinhas penduradas no canto perto do "search", colocar alguns tênis embaixo do arquivo, sei lá, só sei que hoje eu estou muito desimportante e sem novidade nenhuma pra contar.