Família nova e amigos da família, CINCO MENINAS NO MEU CANGOTE O DIA TODO.
Chegaram para passar o fim de semana um casal de amigos da minha stepfamily, claro que com eles vieram os acessórios, quatro acessórios chamados: Sophie, Louise, Melanie e Poppy Gracie.
--------------------------------------Pausa para o comentário maldoso------------------------------------
Alguém, por favor, me faça entender o que dá em uma mãe colocar o nome da filha de Poppy Gracie, pô, se não quer ter, pelo menos não castiga a criança. Se bem que, esse nome é até um pouco mais simpático do que àqueles nomes de "santos" que a mãe brasileira insiste em colocar quando o filho nasce, dizem que é pra cumprir promessa que fez.
Como assim? A mãe faz a promessa e quem paga é o filho?
Imagine que bonito o nome Rafael e em seguida vem o APARECIDO ( desculpa, Rafa, eu tive que usar o seu nome, mas a sua mãe cagou em você), isso sem falar povo que coloca o nome dos filhos todos de EXPEDITO (isso é uma profecia para o filho trabalhar na expedição? Foi mal, Lucas.)

A maioria das pessoas já sabem que eu adoro um comentário maldoso, principalmente quando em casamentos sempre vai um primo de Minas Gerais com um paletó de palha, prato cheio pra mim.

Não, não, isso não é fofoca, são conhecimentos gerais.
--------------------------------------Fim da maldade------------------------------------------------------

Juntando com a que eu tinha aqui, ficaram cinco garotas no meu pé.
Foram dois dias terríveis, as pequenas psicopatas tentando me matar de tudo que é jeitodivertidos pra cacete, passei dias correndo atrás das meninas.
"Ei, você, não coloque esse galho de árvore no ouvido da sua irmã, não faça xixi na banheira, não coloque o dedo na toma...O.o siiiiiim coloque esse dedo na tomada imediatamente, espera que eu vou chamar suas três irmãs pra dar a mão pra você, não se mexa.
Ei, e você garota, percebeu que eu não sou um cavalo? Vaza das minhas costas"
Enfim, depois de muito colocar sal no fogo e vassoura atrás da porta, finalmente foram embora, hoje recebi a triste notícia de que voltarão no final do mês, não voltarão mais pra Austrália, compraram uma casa em Boston, ainda bem que eu só vou ficar com eles durante um mês.
Estou me preparando fisicamente para o novo confronto, cinco contra um (sem trocadilhos) é covardia, mas eu tenho uma arma secreta, vai ter Rivotril no copinho de cada uma depois do almoço.

Com a presença das meninas eu me dei conta de uma coisa, que o meu nome é feio pra caramba, o que eu mais ouvi foi o meu nome ser dito por essas matraquinhas "Excuse-me Joyce. Can you help me?" Joyce, Joyce, Joyce. E o pior é a sonoridade do meu nome aqui "Diôyce".
Cheguei a conclusão que o meu nome é feio pra cacete, semelhante a Valdir, Juracy, no Brasil, serve tanto para homem, mulher, traveco, cabeleireiro, biscate ou picareta.
Mãe, meu nome é unissex. Dá pra me explicar isso?

Semana passada fui ao Safeway, comprei minhas coisas ( meu iogurte de soja) com a Marie-France e fomos para o caixa, chegando lá eu dou de cara com o Little Richard ( o caixa do safeway), é uma mistura muito mal feita de Cauby Peixoto e James Brown (http://www.youtube.com/watch?v=gVWm9PQeYtE), ele me disse bom dia e a única coisa que eu consegui soltar de útil naquele momento foi "Wa bop a lu bop a lom bam boom" , eu dei sorte que o cara era negão, se eu fosse branca ele ia me processar. Preto pode brincar com preto, se o cara for mais preto que você, se prepara pra correr que os manos vão te pegar.
Fui abrir a minha conta bancária logo depois.
Pergunta: Porque os americanos fazem perguntas tão óbvias? Pra levar patada?

O cara preenchendo o meu cadastro, olha o meu passaporte, me pergunta o que é AuPair (imbecil), pede o número do meu Social Security e solta "Você é estudante?".
O meu subconsciente me dizia "Joyce, conta de um até dez e responde com educação".
Resolvi obedecer e contei, um, dois, DEZ e respondi "Yes, I'm High School".

Antes que eu me esqueça eu tenho que comentar sobre a Deza, de novo.
A menina tem mais um date, tudo bem que ela dispensou o cara informático que mora sozinho, dizendo que ele não faz o tipo dela e hoje me diz que tem um cara do Plenty of Fish quer conhecê-la.
Claro, eu pensando no bem estar dessa pessoa pergunto se ela é informático (trabalha com TI) e se mora sozinho.
A pessoa não sabe a profissão do mequetrefe, pelo menos a mãe dele mora longe, em NYC.
Longe, uma óva, longe pra mim é no Além, sem qualquer possibilidade de contato ou visita nas férias.
De certo, esse cara só pode ser um dos soldados das tropas americanas que voltou há pouco e está segurado pelo governo, sofrendo de crises de consciência por ter matado pessoas e tendo pesadelos toda a noite.
Leva um spray de pimenta do nordeste, Deza.

Acabei de ler o blog da Deza (http://dezamendes.blogspot.com/) e estou decepcionada.
Ela está empolgada com o show do Back Street Boys.
Peraí, os caras já estão na capa do Batman, já não conseguem mais nem levantar a cadeira igual no clip da música "As long as you loved me" (Esses caras aqui estão melhor: http://www.youtube.com/watch?v=GKnwQ79vzic).
Maioria deles hoje têm pancinha e dizem que é calo sexual.
Pra não perder a amizade eu não falo nada, vou rezar pra Deus salvar o mundo dessas coisas.
Se fosse Hanson até que ia, mas BSB?

Anteontem coloquei minhas roupas pra lavar e tive que tirar algumas roupas da máquina pra eu colocar a minha.
Começo a tirar e me deparo com uma calcinha de boneca, e que não dava pra identificar ali qual era o fundo da calcinha e o que eram as laterais, eu me perguntei como é que se usava aquilo e fiquei na dúvida se aquilo na verdade não seria elástico pra estilingue, porque é humanamente impossível usar aquilo.

Enfim, demorei pra postar, eu sei, mas a garota me suga a energia, passo o dia todo correndo atrás dela e quando dá 21h ela ainda não pegou no sono, diferente das minhas outras kids que 19h30 estão na cama de olhos fechados e no quinto sono, pelo menos eu perdi sete quilos. =)