Estou mal humorada e irritada. Parece que dormi de conchinha com o capeta, acordei bandida, bufando igual um touro louco para rasgar o estômago do toureiro.

Para me acalmar, decidi dar uma volta pela pracinha e topei com uma amiga brasileira:

Ela: E aí, Joyce! Como foi o seu weekend?
Eu: Normal!
Ela: Normal?! ( em inglês) 
Eu: Sim, normal, sem nada especial.
Ela: Meu WEEKEND foi AWESOME, eu fui para a CITY e estava díficil achar um SPOT para PARKEAR o carro. Mas depois fomos para um brunch and AN HOUR LATER eu voltei para a MARINA (em inglês), o lugar estava SO CROWDED, mas estava bom.
Eu: olhando com cara de "Vei, na boa.....Escolhe um idioma para falar" - Ah, Legal, tchau, tenho que ir.
Ela: Mas você mal chegou.
Eu: Pois é, é muita informação que meu cérebro não vai processar.

Isso me deixou num nervo tão grande, mas tão grande que eu tive que voltar para a casa para me isolar do mundo por algumas horas.

Mano, posso te falar uma coisa? Se você mal sabe falar o seu idioma e fica dando uma de zé frescurinha, você merece ser estuprado.

Uma das primeiras coisas que eu notei quando eu cheguei aqui no US foi isso, e já de primeira achei isso muito antipático e eu prometi para mim, que eu nunca ia fazer isso. 
Sempre consegui conviver com as pessoas que fazem isso, acho feio, fico na minha, mas hoje isso me irritou profundamente e eu não consegui me controlar.

Um desconto se por algumas vezes  falar assim escapa de você. O cérebro te prega umas peças e vai confundir de vez em quando e nem se percebe. Agora, falar desse jeito usando mais palavras em inglês e misturando com algumas palavras em português, "aportuguesando" o inglês e falando assim com uma pessoa da mesma nacionalidade que a sua? É ser brega e decadente. Eu vou te ignorar e para mim você vai ser um "FOREVER ALONE" 

E quando estou com as minhas crianças e paro para conversar com uma conhecida brasileira no shopping?
A pessoa conversa comigo e quando vai conversar com a minha criança ela conversa em INGLÊS.
A criança olha para ela com cara de " vei, pára de me envergonhar" e responde em português.. e a pessoa INSISTE na conversação em inglês. 
O pior disso tudo é que quando saimos, sempre tem amigos que só falam inglês, e, como manda a boa educação, só se pode conversar em inglês, mas não, ao invés de colocar todo o maravilhoso inglês que ela tem gastado fazendo porquice, a pessoa resolve só conversar em português com os amigos brasileiros, deixando as outras pessoas fora da conversa. 
Você entende isso? Nem eu.